segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Morro da Conceição

As vezes fico com raiva das minhas limitações para escrever, pois não exercitei a mais simples forma de expressão, a escrita. Por isso peço desculpas por este relato sem muitos detalhes, mas vamos lá.
Tem certos acontecimentos nesta cidade que você só chega se merecer. Neste sábado teve os Escravos da Mauá no Morro da Conceição. Nada de especial, mas tão sensacional... O ambiente no Morro da Conceição é único, com seus botecos originais, a gentileza dos moradores e o samba gostoso dos Escravos. Como o tempo estava meio duvidoso, o som foi acústico, ótimo!!! Tudo na mais santa paz.
Boa compania também é o ingrediente básico deste encontro. Fui com uma grande amiga e mais um casal que não via há muito tempo. Foi a segunda vez que subi a ladeira, e a vontade é de conseguir uma casa e viver lá. Ano que vem tem mais.

2 comentários:

ipaco disse...

Maravilha, Peter! Adoro o Morro da Conceição. O Bar do Odilo, com os coroas jogando dominó, e o boteco da Pedra do Sal, já embaixo, são maravilhosos. Dois botecos centenários. Mas, como vc viu, estive no Bip, no lançamento do Marcelo Moutinho... ainda bem que o Rio é pródigo em opções culturais, não é mesmo? Dê um beiinho na Eleonora.

Abração

PeterCor disse...

Paulo,
fomos a um boteco maravilhoso com azulejos amarelos e azuis, com poucas mesas, mercadorias expostas, saco de batata na porta e que mostra todo o clima do Morro, mas não guardei o nome.
Madarei beijos a ela sim.

Abraço